• Redação Mário Sorrentino

Primeira-dama da Paraíba visita casa de acolhida no Conde e anuncia ampliação da parceria



A primeira-dama do Estado, Ana Maria Lins, visitou, nesta terça-feira (10), a Fundação Centro de Recuperação Feminino Missão Resgate. Com o apoio do Governo do Estado, a fundação, localizada no município de Conde, Litoral Sul do Estado, oferece assistência a mulheres vítimas de dependência química e de violência doméstica.


Após conhecer a estrutura do local, Ana Maria Lins destacou a importância da parceria, firmada por meio do Fundo de Erradicação e Combate à Pobreza (Funcep), com a Fundação Centro de Recuperação Feminino Missão Resgate. "É um projeto sério, com toda a infraestrutura necessária para um atendimento digno. E o Governo do Estado se orgulha de fazer parte de projetos como este, que têm resgatado vidas, levado qualificação, proporcionando as condições necessárias de essas pessoas se reinserirem na sociedade", afirmou, anunciando a ampliação da parceria com a instituição em 2020.


Por meio do Fundo de Erradicação e Combate à Pobreza (Funcep)/Secretaria de Desenvolvimento Humano, o Governo do Estado vai destinar, neste ano, R$ 155 mil, sendo R$ 100 mil para a manutenção e R$ 55 mil para implantação de uma escola de música para os filhos das mulheres atendidas e para a comunidade.


Na ocasião, a presidente da Fundação Centro de Recuperação Feminino Missão Resgate, Valquíria Uchoa, agradeceu a visita da primeira-dama e ressaltou a importância da parceria com o Governo do Estado. "Essa parceria é fundamental. Com esses recursos, conseguimos manter a alimentação, higiene pessoal. Além disso, todos os cursos são oferecidos em parceria com o Governo do Estado", disse.


Em um espaço de 20 mil metros quadrados, as mulheres acolhidas encontram cursos de informática, robótica, costura e gastronomia, entre outros, além de supletivo e curso superior.

A visita da primeira-dama à Fundação Centro de Recuperação Feminino Missão Resgate foi prestigiada por auxiliares do Governo do Estado e por outras autoridades, a exemplo do juiz da Vara das Execuções Penais de João Pessoa, Carlos Neves.


Na ocasião, o magistrado destacou a importância de projetos de ressocialização desenvolvidos pelo Estado. "Esses projetos, antes de tudo, cumprem a lei de ressocialização e reinserção, e são de fundamental importância, fazendo com que os reeducandos se sintam acreditados nessa parceria entre o Poder Judiciário, o Governo do Estado e a sociedade como um todo", disse.


Histórias de superação - No auditório da Fundação Centro de Recuperação Feminino Missão Resgate, a primeira-dama do Estado, Ana Maria Lins, conheceu histórias de superação obtidas graças à oportunidade que as mulheres receberam da fundação.


Márcia (nome fictício) entrou para o mudo das drogas por causa da violência doméstica. "Comecei a usar drogas porque o meu marido me obrigava. Não foi por livre e espontânea vontade. Procurei ajuda e, graças ao apoio recebido, voltei a recuperar os meus sonhos que foram cortados aos 16 anos. Já fiz supletivo e agora estou na faculdade", contou.


Muitas dessas mulheres acolhidas pela Fundação Centro de Recuperação Feminino Missão Resgate ainda sofrem ameaças de ex-companheiros ou de traficantes. "Cheguei aqui com a minha vida totalmente destruída. Graças ao apoio que eu recebi, estou recuperando o tempo perdido e já consigo sair nas ruas de cabeça erguida", contou outra acolhida.


Desde 2016, o Governo do Estado mantém convênio com a Fundação Centro de Recuperação Feminino Missão. Ao todo, já foram repassados para a fundação R$ 357,4 mil, recursos destinados, principalmente, à alimentação e à higiene pessoal das mulheres acolhidas.

#primeiradama #fundacao #funcep

© 2017 por Mário Sorrentino. Orgulhosamente criado pela Equipe.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco