• Redação Mário Sorrentino

Polícia faz buscas no escritório de Ricardo Barros, líder de Bolsonaro na Câmara


O Ministério Público do Paraná (MP-PR) cumpre na manhã desta quarta-feira (16) um mandado de busca e apreensão no escritório do deputado federal Ricardo Barros (PP), em Maringá, no norte do Paraná, por suposto desvio de dinheiro na compra de equipamentos.


O Gaeco do Paraná investiga as acusações feitas por delatores da Galvão Engenharia sobre o pagamento de R$ 5 milhões em propina a Ricardo Barros para intermediar negócios junto à Copel, a estatal de energia do Paraná. Há outras acusações que pesam contra ele, que foi denunciado pelo Ministério Público Federal por improbidade administrativa ao identificar ilegalidades em oito processos de compra por dispensa de licitação na época em que ele era ministro da Saúde de Michel Temer, em 2017

O deputado é líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados desde agosto, e foi ministro da Saúde de 2016 a 2018, durante o governo Michel Temer. Antes do iniciar o seu sexto mandato na Câmara, ele foi prefeito de Maringá. 


A ação é realizada pelo do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP e conta com a ajuda da ajuda da Polícia Civil.

© 2017 por Mário Sorrentino. Orgulhosamente criado pela Equipe.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco