• Redação Mário Sorrentino

ODE virtual: População prioriza investimentos em educação, saúde e infraestrutura


Educação foi a principal demanda apresentada pela população paraibana no Orçamento Democrático Estadual (ODE), realizado este ano de forma digital, devido à pandemia do coronavírus. Investimentos em saúde e infraestrutura também ficaram entre as principais prioridades na maioria das regiões geoadministrativas do Estado. O balanço da votação, finalizada no último dia 16, foi realizado pelo governador João Azevêdo, nesta segunda-feira (24), durante o programa semanal ‘Fala, governador’, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara. No total, 35.314 paraibanos reivindicaram a inclusão de obras e ações no orçamento do Governo do Estado para o ano de 2021 e 98.968 pessoas acompanharam as audiências virtuais pelas páginas oficiais do governo no YouTube, Facebook, Instagram e pelo site digital.pb.gov.br.


“Eu fico feliz de saber que a população da Paraíba, mesmo de forma virtual, tenha realizado o maior Orçamento Democrático Estadual da história, com quase 100 mil pessoas. O ano passado, realizamos o maior Orçamento presencial, com cerca de 50 mil participantes. Isso nos dá a certeza de que a ferramenta mantém sua credibilidade. Mesmo em tempos difíceis, como esse de pandemia, tivemos a oportunidade de conversar com 100 mil paraibanos que tiveram a oportunidade de dizer quais as prioridades para suas regiões”, destacou o chefe do Executivo estadual.

Balanço - Na primeira região, polarizada pelo município de João Pessoa, as prioridades foram educação, saúde e infraestrutura; na 2ª região, que compreende a região de Guarabira, educação, saúde e habitação foram as prioridades; educação, abastecimento de água e segurança pública estiveram entre as três maiores demandas da 3ª região, polarizada por Campina Grande.


Na 5ª região, polarizada por Monteiro, as principais demandas foram nas áreas de educação, infraestrutura e agricultura; nas 4ª, 6ª, 7ª, 9ª e 11ª regiões, representadas pelos municípios de Cuité, Patos, Itaporanga, Cajazeiras e Princesa Isabel, respectivamente, a população solicitou ações na educação, saúde e infraestrutura. A 8ª e 14ª regiões, polarizadas pelos municípios de Catolé da Rocha e Mamanguape, as prioridades foram educação, saúde e estradas de rodagem. Na décima 10ª, representada pelo município de Sousa, as principais demandas foram nas áreas de educação, infraestrutura e abastecimento de água. Na 12ª região, polarizada pelo município de Itabaiana, a maioria dos votantes solicitou obras em educação, infraestrutura e segurança pública. Já na 13ª região, polarizada por Pombal, os paraibanos pediram ações nas áreas de educação, saúde, agricultura, pecuária e pesca.

Durante as audiências virtuais, que ocorreram entre os dias 3 e 14 de agosto, o governador João Azevêdo teve a oportunidade de fazer uma prestação de contas das ações do governo, realizar entregas simbólicas de obras e autorizar novas ordens de serviço e de licitação.




#ode #investimento

© 2017 por Mário Sorrentino. Orgulhosamente criado pela Equipe.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco