• Redação Mário Sorrentino

O senador Veneziano destaca união de bancada para aprovação de empréstimo



Depois de defender e conseguir aprovar, pela manhã, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), a autorização para o empréstimo de US$ 50 milhões ao Governo da Paraíba, o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) voltou defender a aprovação da operação de crédito, à tarde, desta vez no Plenário do Senado. Ele destacou a união da bancada para a aprovação do empréstimo.


Após usar o microfone e fazer a defesa do projeto, ele foi à votação e, mais uma vez, conseguiu aprovar o empréstimo de forma unânime. Na sua fala em Plenário, Veneziano agradeceu a sensibilidade dos colegas senadores e, de forma especial, a postura do presidente da Casa, Senador Davi Alcolumbre (DEM). Na semana passada, Alcolumbre recebeu Veneziano e o governador João Azevedo (PSB) para que, juntos, agilizassem o empréstimo para a Paraíba, com a anuência do Governo Federal. 


Veneziano lembrou que, imediatamente, Davi Alcolumbre manteve contato com o presidente da CAE, Senador Omar Aziz (PSD), que prontamente incluiu o pedido na pauta da CAE da sessão desta terça, tendo a proposta sido aprovada por unanimidade. Veneziano também agradeceu aos Senadores paraibanos José Maranhão (MDB) e Daniella Ribeiro (PP) por votarem favoráveis ao empréstimo, e lembrou que, quando governador, Maranhão investiu no projeto Cooperar com eletrificação em várias cidades paraibanas. 


Veneziano enfatizou que o empréstimo significará muito para o Estado, pois vai permitir ao Governo da Paraíba realizar grandes investimentos em todo o semiárido paraibano, especificamente, junto ao Projeto Cooperar. “Esses recursos serão utilizados para dar sequenciamento ao projeto Cooperar, beneficiando uma gama significativa de conterrâneos nossos”, destacou. 


Enfático em suas palavras, Veneziano disse que a Paraíba fez por merecer a aprovação da abertura de crédito, citando o esforço do Governo do Estado em manter as finanças equilibradas. Ele lembrou que, ao longo dos últimos 8 anos, a Paraíba, sob o comando do então governador Ricardo Coutinho (PSB), manteve-se numa rigidez econômica e fiscal, garantindo a condição de competitividade entre os estados nordestinos. 


“Nós passamos a figurar, entre os Estados brasileiros, como a 10ª unidade com a melhor capacidade competitiva. Na região Nordeste, alcançamos, progressivamente, a condição de estado número 1 em condição de competitividade, com muita luta e esforço”, disse o Senador paraibano, ressaltando que a Paraíba cumpre todas as condições fiscais para que a União garanta a operação no Banco Mundial.



Assessoria

© 2017 por Mário Sorrentino. Orgulhosamente criado pela Equipe.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco