• Redação Mário Sorrentino

Hospital Metropolitano em Santa Rita é aprovado para realizar transplante cardíaco



Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, recebeu aprovação e será a primeira instituição pública de saúde na Paraíba a realizar transplante cardíaco adulto e pediátrico. Na manhã desta terça-feira (17), a unidade de saúde foi visitada pelo representante da Câmara Técnica do Sistema Nacional de Transplante, com o objetivo de credenciar o complexo hospitalar para o procedimento.


Durante a visita técnica, o representante da Câmara Técnica do Sistema Nacional de Transplante, Dr. Fernando Figueira, tomou conhecimento de que maneira serão realizados os procedimentos relativos ao transplante, a atuação das equipes envolvidas e toda infraestrutura disponibilizada. “Como vistoriador, estou muito satisfeito com o que encontramos aqui. O Hospital preenche todos os requisitos técnicos, seja do ponto de vista profissional, operacional e de instalações físicas, para que esse projeto, em que torna a Paraíba um estado cada vez mais transplantador, se concretize”, ressaltou.


Dr. Fernando Figueira pontuou ainda as etapas para Habilitação. “O Metropolitano já realizou a primeira etapa, com o envio de documentação, na qual foi aprovado, o que permitiu que houvesse essa vistoria hoje. Estamos concluindo de forma positiva, e produziremos um documento que será assinado pela Central de Transplante da Paraíba e a Central de Transplante de Brasília, em sequência, encaminhado para o gabinete do ministro da saúde, que assinará. Em torno de três semanas, será publicado no Diário Oficial, finalizando todo o processo”, acrescentou.


O diretor-geral do Hospital Metropolitano, Antônio Pedrosa, que também é médico transplantador, comentou sobre sua experiência com o transplante e o resultado da visita técnica realizada. “Há 10 anos o Estado da Paraíba teve uma equipe de transplante, na qual eu fazia parte. Realizamos seis transplantes cardíacos e parou. Graças à atuação e visão do secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, retomamos as atividades no ano passado, contudo, foram transplantes pelo SUS, mas em instituições privadas. Então, viu-se a necessidade de trazer o transplante cardíaco para uma instituição pública. Como diretor desse hospital e também cirurgião, fico feliz em viver esse momento, e poder contribuir para essa história de avanço na saúde pública da Paraíba” expressou.


Os candidatos a transplante cardíaco já contam no Metropolitano com atendimento ambulatorial, todas as segundas-feiras. Um especialista na área da cardiologia realiza semanalmente as consultas pré-agendadas, por meio do Sistema de Regulação do Estado, serviços e assistência qualificada que beneficiam os usuários que utilizam o Sistema Único de Saúde na Paraíba.

#hospital #santarita #metropolitano

© 2017 por Mário Sorrentino. Orgulhosamente criado pela Equipe.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco