• Redação Mário Sorrentino

Ex-ministro de Bolsonaro que foi pivô de crise no governo morre aos 56 anos



O ex-ministro Gustavo Bebianno, vítima de um infarto fatal na madrugada deste sábado (14), foi um dos principais coordenadores da campanha do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018 e também protagonizou uma crise política no início do novo governo, em fevereiro de 2019.

Bebianno estava em casa com seu filho quando se sentiu mal, por volta das 4h, Ao ir ao banheiro tomar um remédio, ele desmaiou, ele foi levado para um hospital da cidade, onde morreu por volta de 5h30.

O advogado de 56 anos era pré-candidato à prefeitura do Rio de Janeiro pelo PSDB. Ele se aproximou do então deputado federal Jair Bolsonaro em 2017. À época, Bebbiano se ofereceu para atuar em processos judiciais de Bolsonaro de graça.


Bebianno durou pouco no governo. Pivô da primeira crise política da gestão Bolsonaro, ele foi demitido no dia 18 fevereiro do ano passado em meio acusações de irregularidades nas campanhas do PSL quando era presidente nacional do partido. A crise ganhou amplitude quando o vereador Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente, o chamou de mentiroso e a declaração também foi reforçada pelo presidente.

#ministro #morte #bebianno #bolsonaro

© 2017 por Mário Sorrentino. Orgulhosamente criado pela Equipe.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco