© 2017 por Mário Sorrentino. Orgulhosamente criado pela Equipe.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Redação

Em sessão online do Senado Federal, direto de Campina Grande, Veneziano vota SIM ao decreto de Ca...



Em sessão online do Senado Federal, direto de Campina Grande, Veneziano vota SIM ao decreto de Calamidade Pública no Brasil

Em votação online ocorrida na manhã desta sexta-feira (20), direto de seu apartamento em Campina Grande, o senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) votou favorável ao decreto de reconhecimento de calamidade pública no Brasil. O Decreto Legislativo (PDL 88/2020), que reconhece que o país está em estado de calamidade pública em razão da pandemia global causada pelo coronavírus (Codiv19), foi aprovado por maioria.


Esta foi a primeira votação remota feita pelo Senado em 150 anos de história. Para participar da sessão remota inédita e se conectar com o sistema do Senado, em tempos de prevenção ao coronavírus, o senador Veneziano montou um aparato tecnológico em seu apartamento.


Ao votar favorável ao decreto, Veneziano destacou a iniciativa como importante, que vai proporcionar mais investimentos para minimizar os efeitos do novo coronavírus no Brasil. “Cumprimos nossa obrigação de representante do povo da Paraíba, contribuindo para apressar a assistência a quem precisa neste momento tão preocupante que estamos vivenciando”.


O senador paraibano elogiou o esforço do primeiro-vice-presidente do Senado, senador Antonio Anastasia (PSD-MG), e o relatório apresentado pelo senador Weverton (PDT-MA). Ele disse que o seu desejo é que todos os brasileiros que contraíram o coronavírus possam se restabelecer.

Veneziano enfatizou que toda iniciativa que visa, de fato, o bem da humanidade, merece destaque e por isso, ele votou SIM.


O parlamentar reforçou a importância de os brasileiros, e particularmente, dos paraibanos, tomarem todos os cuidados para evitar a proliferação do vírus e lembrou que, como Senador, estará pronto para fazer a sua parte e ajudar a conter o avanço da pandemia.


Com isso, o governo poderá descumprir, até 31 de dezembro deste ano, a meta fiscal, que é de deficit de R$ 124 bilhões e liberar mais recursos para o combate à Covid 19. A sessão foi conduzida pelo senador Antonio Anastasia (PSD-MG), que colheu o voto de 75 senadores, que se manifestaram, por meio de chamada de vídeo ou telefônica certificada.


Veja o vídeo com o voto de Veneziano:




Assessoria de Imprensa