google-site-verification=x12ECGCyA0KNTkoWmjRcJ_j75nXlJ8lrVJTTDnmc1zI
 

Cícero Lucena acompanha chegada de 70 novos respiradores e João Pessoa chegará a 150 leitos de UTI


A população de João Pessoa pode contar, a partir desta quinta-feira (25), com 70 novos respiradores que serão instalados em hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) que estão com pacientes em tratamento da Covid-19. A chegada dos equipamentos na Secretaria Municipal de Saúde aconteceu na noite desta quarta-feira (24) e foi acompanhada pelo prefeito Cícero Lucena. Com a instalação desses novos respiradores vindos do Ministério da Saúde, a Capital paraibana chegará a 150 leitos de UTI para pacientes com coronavírus.


“Enviamos o ofício para o Ministério da Saúde na última sexta-feira e, cinco dias depois, já estamos recebendo esses equipamentos, que serão um suporte para que a população de João Pessoa possa ter melhores condições de tratamento para a Covid-19. Confiamos nas providências que são feitas com planejamento, com cuidado e com ação. Quem mais ganha com isso é a população. E nós estaremos buscando outras alternativas de equipamentos para estarmos prontos para ajudar a enfrentar essa situação”, ressaltou o prefeito.


De acordo com a secretária executiva de Saúde, Rossana Sá, os novos respiradores serão instalados nos hospitais Prontovida e Santa Isabel e nas Unidades de Pronto Atendimento Bancários, Oceania, Valentina e Cruz das Armas. “Os números de casos de Covid-19 estão crescendo aqui em João Pessoa e esses respiradores significam uma esperança, porque sabemos que vamos poder ajudar a, pelo menos, mais 70 pessoas que estão acometidas com essa doença”, afirmou.


Número de leitos – A Prefeitura de João Pessoa, em parceria com o Governo do Estado, ampliou o número de leitos de UTI para pacientes com Covid-19, considerando o aumento no número de casos da doença. Com a instalação desses novos respiradores, a Capital chegará a 150 leitos de UTI para pacientes graves. Os equipamentos foram disponibilizados após ação direta do prefeito Cícero Lucena junto ao Ministério da Saúde.