• Redação Mário Sorrentino

Bruno silencia sobre reivindicações dos servidores contra a gestão Romero, como sobre benesses d...


Bruno silencia sobre reivindicações dos servidores contra a gestão Romero, como sobre benesses da empresa cunhado na PMCG



Apesar de ter sido escolhido pelo prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), para representar seu legado na cidade, o ex-secretário Chefe de Gabinete da PMCG, Bruno Cunha Lima (PSD), não se pronuncia sobre o descaso na saúde pública da cidade, seja pelas constantes reivindicações dos servidores, como que fazem nesta quinta-feira mais mobilização drive-in, bem como sobre o fato do seu cunhado, Dr. Tito Lívio Vieira de Souza e Cavalcanti, casado com a odontóloga Andrea Cunha Lima (irmã de Bruno) e atual ocupante do cargo em comissão de diretor clínico do Hospital Municipal Pedro I, ter recebido, no ano de 2020, quase R$ 140 mil reais da gestão Romero, via empresa T&G Consultório Médico LTDA – ME (CNPJ n° 30.557.090/0001-87, do qual é sócio administrador) para prestar serviços à rede de saúde municipal, dentre estes ao Hospital Municipal Pedro I que coordena.


Na mobilização drive-in de hoje, coordenada pelo Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e Borborema (Sintab), os servidores reivindicam entre outros pontos sem solução as progressões não cumpridas, dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR); o cumprimento da gratificação de 40% e do 14º salário para os profissionais que atuam na linha de frente no combate ao novo coronavírus; reformas nas infraestruturas das Unidades Básicas de Saúde (UBS), que estão precárias e colocam em risco servidores e usuários, já há muito tempo; pagamento pendente do terço de férias; testagem insuficiente para todos os servidores da linha de frente, incluindo agentes de combate às endemias (ACE); a volta dos cadastros e o fim da pressão para que os servidores com doenças crônicas e/ou mais de 60 anos de idade voltem aos seus postos de trabalho.

Ainda de acordo com a presidente Monica, o Sintab espera que tanto a Secretaria de Saúde quanto a PMCG se posicionem sobre a situação destes servidores, com compromisso de fato em solucionar todos os problemas. “Nós enviamos vários ofícios, mas infelizmente o prefeito não dialoga com o Sindicato e a categoria. Participamos de reunião com o secretário de Saúde, mas os servidores seguem trabalhando sem serem atendidos em suas demandas, que são tão urgentes”, reforço. Veja detalhes: https://bit.ly/2YlYgWK


Cunhado de Bruno - Ocorre que o diretor clínico do Hospital Pedro I e responsável pelo hospital de Campanha para os pacientes acometidos pela Covid-19, também localizado no mesmo local, Tito Lívio Vieira de Souza e Cavalcanti, que é cunhado de Bruno Cunha Lima, também fez uso da sua empresa para prestar serviços ao hospital que coordena, podendo ter acometido da infração de tráfico de influência. Veja os elogios de Romero pela função de confiança que deu ao cunhado de Bruno Cunha Lima, a partir dos 52 segundos dessa live do prefeito realizada em 10 de julho deste ano;



O Hospital Pedro I e o hospital de Campanha são os principais pontos recebedores de recursos federais para o combate a pandemia do Covid-19 na gestão Romero e a dúvida que fica é se o diretor do complexo Pedro I, poderia contratar serviços da sua própria empresa para prestar serviços a unidade hospitalar ao qual é diretor, ocorrendo em um tráfico de influência.


Ocorre que a empresa T&G Consultório Médico LTDA – ME (CNPJ n° 30.557.090/0001-87, que tem o Dr. Tito Lívio como sócio administrador, foi contratada pelo Fundo Municipal de Saúde, vinculado a Secretaria de Saúde do município de Campina Grande – PB para plantões. Os dados da empresa podem ser vistos no link: https://cnpj.biz/30557090000187, ou nos anexos da matéria.

Segundo pesquisa, apesar de possuir cadastro na Receita Federal como consultório, tendo como natureza jurídica “atividade médica ambulatorial e consultas”, a empresa, por intermédio de plantões do Dr. Tito Lívio, recebeu, entre janeiro e agosto de 2020, cerca de R$ 135.260,00 (cento e trinta e cinco mil, duzentos e sessenta reais), onde além de prestar plantões ao SAMU, Hospital Bezerra de Carvalho, a empresa do Dr. Tito Lívio, presta serviços para o Hospital Municipal Pedro I, ao qual é diretor clínico (Veja matéria que comprova o cargo do cunhado de Romero: https://bit.ly/31ePoEv). Tais dados podem ser vistos nos anexos ou por meio do link do sistema Sagres – TCE/PB (link: https://sagresonline.tce.pb.gov.br/#/municipal/fornecedores).





#campinagrande #romerorodrigues #brunocunhalima #prefeitura

© 2017 por Mário Sorrentino. Orgulhosamente criado pela Equipe.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco