google-site-verification=x12ECGCyA0KNTkoWmjRcJ_j75nXlJ8lrVJTTDnmc1zI
 

Bolsonaro diz que "Brasil está quebrado" e que não pode "fazer nada"


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mudou seu discurso e adotou a narrativa da impotência, culpando a imprensa. Ele afirmou nesta terça-feira (5) que o Brasil está quebrado e que não consegue "fazer nada". Bolsonaro, diante de apoiadores, nos portões do Palácio da Alvorada, em Brasília, responsabilizou a imprensa pelo seu fracasso, dizendo que disse haveria "um trabalho incessante de tentar desgastar". Garantiu, entretanto, que aguenta no poder até 2022.


"Chefe, o Brasil está quebrado, e eu não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela do Imposto de Renda, teve esse vírus, potencializado por essa mídia que nós temos. Essa mídia sem caráter. É um trabalho incessante de tentar desgastar para tirar a gente daqui e atender interesses escusos da mídia", disse Bolsonaro para um grupo de apoiadores na parte externa do Palácio da Alvorada, segundo o UOL.


Ele também voltou a minimizar a pandemia e afirmou que a crise sanitária – que já matou mais de 196 mil pessoas no Brasil – é “potencializada” pela mídia e atrapalhou os planos econômicos. "Chefe, o Brasil está quebrado, não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela do imposto de renda? (mas) teve nesse ano (2020) esse vírus potencializado pela mídia que nós temos", disse.


Jair Bolsonaro voltou a criticar o trabalho da imprensa e afirmou que terão que aguentá-lo no poder até 2022, quando termina o seu mandato atual. "Vão ter que me aguentar até o final de 22, pode ter certeza", disse Bolsonaro a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada. Ainda segundo ele,


Embora não tenha citado nomes, Bolsonaro também teria dito que o desgaste terá como finalidade trazer de volta "alguém para atender os interesses da mídia".