google-site-verification=x12ECGCyA0KNTkoWmjRcJ_j75nXlJ8lrVJTTDnmc1zI
 

Bolsonaro demite ministro do Turismo após discussão com Ramos em grupo de WhatsApp


O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (9). O motivo ainda não foi revelado pelo Palácio do Planalto, no entanto, a demissão pode ter a ver com uma briga entre Marcelo Álvaro e Luiz Eduardo Ramos. O presidente da Embratur, Gilson Machado, é o nome mais cotado para assumir a pasta.


Na terça-feira (09), a Revista Veja revelou que Marcelo Álvaro Antônio usou um grupo de WhatsApp, onde estão todos os ministros do governo federal, para atacar o chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, responsável pela articulação política do Palácio do Planalto.


Ainda conforme revelado pela Veja, Álvaro Antônio teria acusado Ramos de conspirar para tirá-lo do cargo de Ministro, e que Luiz Eduardo Ramos estaria negociando cargos com o centrão do Congresso, entre eles o próprio Ministério do Turismo. "Não me admira o Sr Ministro Ramos ir ao PR pedir minha cabeça, a entrega do Ministério do Turismo ao Centrão para obter êxito na eleição da Câmara dos Deputados", diz um trecho da mensagem. "Ministro Ramos, o Sr é exemplo de tudo que não quero me tornar na vida, quero chegar ao fim da minha jornada EXATAMENTE como meus pais me ensinaram, LEAL aos meus companheiros e não um traíra como o senhor", escreveu.

Marcelo Álvaro Antônio é a 13º mudança no primeiro escalão de Bolsonaro desde a posse em janeiro de 2019.