google-site-verification=x12ECGCyA0KNTkoWmjRcJ_j75nXlJ8lrVJTTDnmc1zI
 

Bloco de Maia escolhe Baleia Rossi como candidato contra Lira e Bolsonaro


O bloco parlamentar do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), escolheu o deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) como pré-candidato para a sucessão no comando da Casa. O anúncio foi feito na tarde de hoje. O grupo é formado por 11 partidos, nos quais estão 284 parlamentares.


A decisão foi tomada mesmo sem o consenso de toda a oposição, disse o líder do DEM, Efraim Filho (PB), ao Portal UOL. Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) anunciou que abriu mão da disputa interna nesta quarta-feira (23) em favor do emedebista.


Boa parte dos opositores não têm vetos a Baleia, mas o grupo de PT, PSB, PDT e PCdoB ainda vai se reunir com ele na segunda-feira (28), às 14h. Uma parcela dos petistas, principalmente de São Paulo, têm resistência a Baleia por sua ligações com o ex-presidente Michel Temer (MDB) e o governador do estado, João Doria (PSDB).

O bloco de Maia vai enfrentar o pré-candidato Arthur Lira (PP-AL), que tem o apoio do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). O líder do PP aglutinou dez partidos ao seu redor, com 204 parlamentares.


"Nós sabemos que temos uma eleição com 513 eleitores. Com humildade, vamos conversar com cada um dos parlamentares para reafirmar os compromissos que nós assumimos na frente ampla e com os partidos do nosso campo", disse Baleia Rossi em coletiva de imprensa.



"O que nos une neste momento é a defesa intransigente da nossa democracia, do nosso Estado democrático de direito, das liberdades, do respeito às minorias", afirmou Baleia sobre o bloco que une o PSL, ex-partido de Bolsonaro, e a oposição. Ele citou frase do falecido deputado Ulysses Guimarães: "Tenho ódio e nojo das ditaduras."



Nas redes sociais, Baleia disse que vai procurar a oposição: "Vou conversar com todos os partidos do campo progressista. O importante é focar na defesa da independência da Câmara.".


As eleições para a Mesa da Câmara ocorrem em 1º de fevereiro, mas a articulação começou antes mesmo das eleições municipais. A expectativa dos dois blocos é ir ao segundo turno e vencer a disputa.




Fonte: UOL