google-site-verification=x12ECGCyA0KNTkoWmjRcJ_j75nXlJ8lrVJTTDnmc1zI
 

Após quase oito anos da gestão Romero, vice da ‘elite’ admite que serviços de atenção básica à sa...


Após quase oito anos da gestão Romero, vice da ‘elite’ admite que serviços de atenção básica à saúde em CG são precários



Em anos eleitorais, alguns candidatos a cargos eletivos – cargos eleitos pelo voto da população – fazem suas campanhas e propagandas eleitorais em vários veículos de comunicação, como rádio, televisão e internet. Para conquistar votos, esses candidatos prometem muitas coisas aos eleitores, mas depois de eleitos, muitas promessas de políticos não são cumpridas.


No dia de ontem (18), ocorreu um possível exemplo dessa prática: por meio de suas redes sociais, o candidato a vice-prefeito de Campina na chapa de Bruno Cunha Lima (PSD), Lucas Ribeiro (PP), neto do atual vice-prefeito Enivaldo Ribeiro (PP), admitiu, após quase oito anos da gestão do prefeito Romero Rodrigues (PSD), que o sistema de atenção básica à saúde é precário na cidade e precisa de melhorias.

O mais intrigante é que, após quase oito anos de gestão, a promessa agora é tornar estes serviços uma “referência nacional”. Ou seja: em oito anos não conseguiram sair do status de “precário”, nas palavras do próprio candidato, mas o mesmo grupo promete, nos próximos quatro anos, promover uma mudança tão radical que eles passem a ser referência para o Brasil inteiro. Seria possível? Veja o vídeo;



Postos fechados em Campina - Vale ressaltar que, enquanto a maioria dos gestores públicos do Brasil, principalmente os chefes de executivo, está mobilizada em ampliar respectivamente suas redes de saúde pública, nesta época de pandemia do novo coronavírus, em Campina Grande ocorreu o contrário.


Na atual gestão do prefeito Romero e do seu vice Enivaldo, ocorreu o fechamento de pelo menos 21 Unidades de Saúde da Família (UBSF) por falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) para atuação durante a pandemia. Veja detalhes: https://bit.ly/3iLDcRR

Vale ressaltar que durante esse período de fechamento de 21 UBSF, o atual vice na chapa de Bruno, que também é vereador e ex-secretário da gestão Romero, em nada se pronunciou a respeito, bem como nada falou sobre o recente protesto dos servidores da saúde, no último dia 16.09.2020, no qual, entre os pontos reivindicados, foi cobrada da atual gestão mais infraestrutura para as UBSF que estão precárias, colocando em risco os servidores e usuários, já há muito tempo, segundo o Sintab, sem resposta da PMCG. Confira detalhes: https://sintab.org.br/__trashed/


Promessa de Lucas Ribeiro – Denominado pelo próprio ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) como membro da chapa da ‘elite’, Lucas Ribeiro postou, na noite de ontem (18), a seguinte mensagem: Quando as pessoas vão ao atendimento inicial de saúde, esse precisa de melhoras. Elas (pessoas) precisam dessa atenção. E nós (Lucas e Bruno) temos essa meta de fazer Campina referência no país na atenção básica de saúde, disse Lucas em visita numa casa de um pré-candidato a vereador.